top of page

Quais são os benefícios da hidratação?

Para aproximar a necessidade de manter o organismo hidratado dos benefícios que podem ser percebidos, veja abaixo como a hidratação age e proporciona melhorias para as funcionalidades do corpo.


Hidratação para o organismo

O funcionamento do organismo é um dos mais privilegiados quando a relação da hidratação com o corpo é colocada em pauta. Manter o corpo hidratado ajuda nas atividades das células, na digestão, no funcionamento dos rins, regulação da pressão arterial, entre outras atividades:

  • células: manter as células hidratadas é fundamental para que a absorção de nutrientes e do oxigênio seja feita. Ainda, é a água quem conduz os nutrientes para dentro das células, facilitando este processo.


  • digestão: para que o trato intestinal funcione bem, é preciso ingerir fibras e água. A hidratação auxilia na formação, eliminação e evita o ressecamento das fezes. Desta forma, colabora para que quadros de constipação não aconteçam.

  • rins: os órgãos responsáveis por filtrar o sangue ganham uma grande ajuda quando o corpo está bem hidratado, pois a água auxilia a expelir as toxinas e resíduos com mais facilidade.

  • circulação: um corpo bem hidratado apresenta uma circulação sanguínea com melhor fluidez. Isso porque a água deixa o sangue menos espesso, auxilia a manter a frequência cardíaca e a pressão arterial reguladas.

Hidratação para o cérebro

Para explicar a importância da hidratação para o cérebro, é interessante recordar que este órgão é formado por 75% de água. Além disso, é uma das partes do corpo que exigem muita energia para desempenhar suas tarefas, e a água é quem faz o transporte de nutrientes que dão a carga energética que o organismo precisa.

Ainda, déficits de atenção e memória podem acontecer se o corpo não estiver com a hidratação “em dia”. Os neurônios são muito sensíveis às mudanças e à falta de nutrientes que são essenciais para o pleno funcionamento. Diante da falta de água, podem ocorrer dores de cabeça, falta de atenção, confusão mental, entre outros sintomas.


Hidratação para a pele

A desidratação favorece a retenção de líquidos e sódio no corpo. Isso porque estimula a liberação de vasopressina — hormônio produzido quando o organismo não está hidratado, o qual induz os rins a “segurarem” a água no corpo e reduzirem a urina. Como resultado, os líquidos ficam concentrados em áreas subcutâneas e formam edemas e imperfeições na pele. Um exemplo que pode ser citado é o aparecimento de celulite.

Ainda é comum perceber a pele e a boca ressecadas quando o corpo está com desidratação leve ou moderada.


Hidratação para atividade física

Atletas necessitam produzir mais energia para o esforço dispensado enquanto praticam atividades físicas de alta intensidade. Desta forma, precisam de mais nutrientes para que o metabolismo energético funcione, e manter o corpo hidratado é um dos meios para isso, já que a água é uma “via de transporte” para as fontes de energia.

Quando o assunto é desidratação, os atletas são considerados um grupo de risco, pois perdem água e peso durante a prática, o que impacta no funcionamento do organismo e no rendimento — estudos apontam que a redução de 2% do peso corporal através da perda de água pode representar até 10% de queda no desempenho.


Como se hidratar?

A combinação ideal para manter o corpo hidratado é consumir água rica em eletrólitos e minerais que auxiliam a absorção dos nutrientes pelas células, como cálcio, magnésio, potássio, sódio, manganês, cromo, fósforo e cloro.

A quantidade de água a ser ingerida por dia varia de acordo com as características físicas de cada indivíduo e conforme os fatores externos, como a prática de esportes e condições climáticas. O ideal é seguir a orientação profissional para saber a dose certa, por mais que, popularmente, o indicado seja beber 2 litros de água por dia.


Outras fontes para hidratar o corpo

Existem outros meios para saciar a sede que ampliam as possibilidades, por mais que não sejam opções completas. Veja alguns deles:

  • água de coco natural: apresenta uma quantidade significativa de potássio, cálcio e magnésio.

  • frutas e vegetais: são opções ricas em água, fibras e nutrientes (muitas delas contam com eletrólitos na composição).

  • sais não refinados: adicionar sal não refinado (como o sal do Himalaia e flor de sal) na bebida traz a capacidade de melhorar a absorção de água nas células.

  • bebidas hidratantes: bebidas que repõem sais minerais costumam ter açúcar e não conter todos os elementos necessários para recompor os nutrientes perdidos. Por isso, leia o rótulo antes de consumir e procure aquelas que são ricas em sais minerais e componentes naturais.

  • mistura para preparo de bebidas: existem opções formuladas que contam com os eletrólitos essenciais para a hidratação, minerais biodisponíveis, adoçante natural e sem açúcar. São opções que deixam a água “turbinada” e completa para hidratar o corpo.

Como perceber que você está desidratado?


A falta de água e de eletrólitos é capaz de dificultar atividades simples e que não costumam ser associadas a esta questão. Abaixo estão alguns sintomas associados à desidratação, como:

  • cansaço

  • fome ou ganho de peso

  • falhas no sistema circulatório

  • constipação

  • retenção de líquidos

  • déficit de atenção e memória

  • mau hálito

  • baixo desempenho atlético

Beber água é algo tão automático no dia a dia que é comum o quesito “qualidade” passar despercebido. E aqui a qualidade faz referência aos nutrientes que são fundamentais para que a hidratação seja completa e melhore o funcionamento do organismo nos mais variados propósitos.

9 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Alcoolismo

Tabagismo

Post: Blog2_Post
bottom of page