top of page

JANEIRO BRANCO

O Janeiro Branco é uma campanha ao estilo da Campanha Outubro Rosa e da Campanha Novembro Azul.

O seu objetivo é chamar a atenção da humanidade para as questões e necessidades relacionadas à Saúde Mental e Emocional das pessoas e das instituições humanas.

Uma humanidade mais saudável pressupõe um cultura da Saúde Mental no mundo!

POR QUE JANEIRO BRANCO?

Porque, no primeiro mês do ano, em termos simbólicos e culturais, as pessoas estão mais propensas a pensarem em suas vidas, em suas relações sociais, em suas condições de existência, em suas emoções e em seus sentidos existenciais.

E, como em uma “folha ou em uma tela em branco”, todas as pessoas podem ser inspiradas a escreverem ou a reescreverem as suas próprias histórias de vida.

INFORMAÇÕES SOBRE SAÚDE MENTAL!

Campanhas geram conscientização, combatem tabus, mudam paradigmas, orientam os indivíduos e inspiram autoridades a respeito de importantes questões relacionadas às vidas de todo mundo!

O Janeiro Branco é uma fonte inesgotável de ações e de reflexões sobre tudo isso - confira as nossas redes sociais e veja tudo o que já foi realizado desde o início da Campanha, em 2014!

QUEM CUIDA DA MENTE, CUIDA DA VIDA!

Consciente dessa verdade, toda a humanidade entenderá a importância de ações sociais, de intervenções adequadas, de políticas públicas, de orientações didáticas e da constante circulação de conhecimentos a respeito das temáticas sobre Saúde Mental. O mundo precisa de um pacto pela Saúde Mental!


AUTOCONHECIMENTO


Autoconhecimento: o uso das nossas capacidades mentais, racionais, sensitivas e cognitivas para a exploração, a prospecção, a descoberta, o reconhecimento e o entendimento do que temos em nossas almas, em nossas mentes, em nossas histórias de vida, em nossos pensamentos e em nossos sentimentos.

Do que somos feitos? Por que pensamos o que pensamos e sentimos o que sentimos? Por que agimos e nos comportamos assim, em relação a nós mesmos(as) e às outras pessoas? E falar sobre isso.

Colocar para fora. No consultório de uma psicóloga, de um psicólogo, de um(a) profissional da Saúde Mental ou no fluxo das nossas relações sociais, com as pessoas com quem vivemos e nas quais confiamos.

Falar: falar pode mudar tudo.

Estabelecer diálogos, internos e externos: a única maneira de criarmos, de encontrarmos e de seguirmos nossos caminhos na vida.

10 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Alcoolismo

Tabagismo

Post: Blog2_Post
bottom of page